Sem título – 111

Bom dia Fortaleza
18.11.12
————————————

É belo ver que a cada dia,
uma nova pintura se faz
em minha janela!

Inquieta janela!
Producente janela!

Vem me dizer,
que cada dia será
uma nova janela diferente.

Eternamente Diferente. Continue lendo »

Sem Título – 109

Agora, semi obeso e não mais aquele completamente obeso
Venho, ébrio, com letras trocadas
letras que bailam sobre tecaldo]
como balé
ao som de Roy Orbison,

“You got it”

tchururu ru ru it

you got it

ahh que bela noite
que bela companhia
ébrio
zonzo

tonto
riso

you got it

baaayyybbbyyyyy

Como é bom voltar às letras escapadas
fugídias
ébrias

nervosas
Como um belo e bom rock and roll

Vão… fujam… escapem…

fujam desta mente perversa,
fujam todas!

Fujam estas palavras presas em mim

Vão dizer que a pesar do pesar estou vivo

vão dizer que o poeta vive

=]

sem titulo – 108

Dúvida é a dívida
com o fato fatídico

Fato que de fato
se fala  assim por cima
por baixo
e pelo lado

Não por dentro

De dentro só se aperta
o peito
aquele que se afoga
em dúvidas e anseios

E então ao ver li:
sempre amaras seu lindo jeito nua